Professores é o Momento de Educar Lutando!

Não é novidade para ninguém: Weintraub, Bolsonaro e cia. estão empenhados em destruir a educação pública do Brasil.

Mas há um axioma, que praticamente funciona como uma lei em todos os períodos históricos da humanidade marcados pelos conflitos de opressores e oprimidos: onde há repressão, há resistência.

Por isso, desde o começo dos ataques do Estado à educação, os estudantes vêm demonstrando heroicidade ímpar, vontade inabalável e ditando a vanguarda da resistência.

Esta é a missão histórica dos estudantes, afinal: ser a tropa de choque. O destacamento que vai na frente, sofre os primeiros revezes e luta as primeiras batalhas.

Porém, um exército não existe apenas com sua tropa de choque.

Para uma luta consequente e de resultados factíveis, a união é o fator decisivo.

Esta união, na luta pela educação, passa pela força e mobilização, também, dos professores.

Portanto, aqui chamamos os professores revoltados com o desmonte da educação, o corte de recursos, a fusão de departamentos, as demissões em massas, a perseguição ideológica, o corte de pesquisas e o ataque às liberdades básicas de expressão e formulação de aula: unam forças com os estudantes.

Uma ação decisiva, que impeça os ataques dos parasitas engravatados, só pode ser bem sucedida se contar com o apoio de vocês, professores.

Porque vocês são os pilares de luta que podem e devem defender a educação, vocês tomaram a decisão de educar e transformar, e não apenas existir sob uma agenda reacionária e obscurantista.

A ajuda dos professores é a ajuda dos trabalhadores. É a ajuda de uma categoria historicamente combativa e infatigável.
Esta energia, contra Weintraub e Bolsonaro, ao lado das forças dos estudantes, será absolutamente imparável.

Professores, tal é vossa missão: apoiar os estudantes na luta pela educação. Combater Bolsonaro e consortes até o fim.

Ergam os punhos, organizem greves e ocupações, comprovando a Bolsonaro que nem toda sua truculência pode afogar o futuro.