Se Luiz Inácio “Lula” da Silva foi preso sob tamanha perseguição jurídica, por qual razão está sendo solto agora?

O golpe contrarrevolucionário preventivo em curso lida com duas frações do Partido Único da Grande Burguesia e dos Latifundiários: a extrema-direita militar fascista e a direita civil, com igual nojo ao povo, mas mais preocupada com o verniz democrático sobre suas ações.

Com efeito, a soltura de Luíz Inácio revela uma movimentação tremenda para, de um lado, validar o atual regime institucional; de outro, dar aos famintos oportunistas um pão para tapar-lhes a boca, trazendo de volta, assim, um “baluarte” da oposição ao atual governo.

Noutros termos, uma grande jogada para acalmar os ânimos, levando em conta minuciosamente a necessidade de continuar a aplicação de golpe preventivo sem alarde.

A soltura de Luíz Inácio, porém, nem é ainda uma vitória completa para os oportunistas, visto que o próximo julgamento (sobre a elegibilidade ou não de Lula) será ainda mais relevante.

A centro-direita, por sua vez, comemora a soltura de seus quadros e o enfraquecimento da política de seus consortes mais radicais, isto é, o enfraquecimento da “Lava-Jato”. Contudo, essa aparente vitória vai apenas servir para insuflar os ânimos propagandísticos da extrema-direita, partindo para uma fala de aberta derrubada institucional.

Neste complexo cenário de coisas, temos duas conclusões: I) a soltura de Lula, sua elegibilidade e garantia de direitos políticos, significará um endurecimento das ações fascistas; II) a soltura definitiva de Luíz Inácio sem todos os direitos preservados, por outro lado, favorecerá um retorno em peso de imensa propaganda oportunista, reformista e revisionista.

As tarefas de todo democrata, marxista e patriota brasileiro são bem claras daqui em diante: fortalecer e aumentar os vínculos com as massas populares para, por um lado, preparar o ataque contra os fascistas; por outro, blindar o povo de ilusões reformistas e conciliadoras, preparando a ação definitiva de derrubada da Grande Burguesia e dos Latifundiários.

Para isto é preciso persistir no trabalho de base, na divulgação de propaganda e agitação, na criação de círculos de debate e estudo e, sobretudo, denunciar sem pausas o oportunismo, o imperialismo e os crimes do Velho Estado.

Check Also

Os Falsos Salvadores do PDT

Em meio a toda dificuldade que o povo vem passando, sempre haverá espaço para falsos salva…