Lembro como se fosse hoje, 2012 ainda morava na casa do meu pai, estava assistindo com ele a icônica novela “Avenida Brasil” e a então gerente de turno Dilma Rousseff fez um pronunciamento em rede nacional pra anunciar a “Luz Barata”. Trabalhador bom comemora sempre que vê a oportunidade de poupar uma grana com conta, comigo não foi diferente, tivemos a diminuição de 15,66% na conta de luz, vitória né?

Se me permitem um riso, rs, nada no nosso país de capitalismo-burocrático que venha do estado é de graça, a gente –hoje em 2020– já está careca de saber, quem paga a conta é sempre o trabalhador. E como não poderia ser diferente, de 2014 até 2017 tivemos um aumento de 57,46% na conta de luz.

E hoje a máxima de que qualquer desgraça pouca é bobagem, nunca pareceu tão acertada, somos ainda um dos poucos países no mundo que não chegou no pico de sua pandemia, temos até a data desse artigo 256.000 infectados e 16.800 mil óbitos pelo COVID-19, até aí há quem fale que é uma fatalidade, eu até poderia pensar em um breve momento concordar com isso se não fosse por algumas noticias como só metade dos leitos de UTI nos hospitais de campanha do RJ tem respirador, ou que os médicos e enfermeiros que têm que ficar mais de 6 horas sem nem beber agua para dar conta da quantidade de pacientes.

Não é fatalidade, é só a gente pagando a conta, de novo…

Lembra que lá em cima eu falei da luz barata e depois da gente pagando isso? Então, o ano é 2020, e isso vai acontecer de novo. O Governo dos Generais, e do caricato aspirante a Mussolini Tupiniquim, vai emprestar R$ 14 bilhões para distribuidoras de energia, esse custo será parcelado em 60x vezes em uma nova tarifa na sua conta.

Veja bem, o mundo passando por mais uma crise do sistema capitalista, potencializada por uma pandemia, e todos esses ônus quem paga é a gente.

E o bônus quando vem? Se a gente não trabalha, vocês choram porque o mundo vai quebrar, se a gente não paga vocês choram porque não tem dinheiro, então é simples sem o trabalhador os poderosos não são nada.

Se carregaremos todos ônus, temos então que ter por mérito todos os bônus! É cada vez mais claro como água, que nós não precisamos de pessoas que não entendem nada de trabalhar, de como é batalhar pra sobreviver nos governando, nós damos conta do recado.

A única saída é uma Revolução de Nova Democracia.

Check Also

A Fé no Chão Que Piso

Sentimos o que podemos sentir, nem sempre percebemos o que sentimos, nem sempre sabemos tr…